Se você pensa em viajar por nossas bandas, confira estas informações rápidas e úteis sobre o país

GEOGRAFIA:

A África do Sul está situada na extremidade sul do continente africano e tem uma superfície de 1.233.404 km² rodeada por aproximadamente 3.000 km de costas banhadas pelos oceanos Índico e Atlântico. Ao norte, faz limite com a Namíbia, Botsuana, Zimbábue e Moçambique e circunda dois países independentes, Lesoto e Suazilândia.

CAPITAIS:

A África do Sul tem três capitais: Cidade do Cabo (Legislativa), Pretória (Administrativa) e Bloemfontein (Judicial).

SISTEMA POLÍTICO:

Um dado muito conhecido sobre a África do Sul é que, desde 1994, temos um governo democrático e as políticas de apartheid foram finalmente abolidas. Nossa constituição é considerada um exemplo para o mundo e contempla muitos direitos humanos, que são protegidos por uma legislação independente. O país é atualmente governado pelo Presidente Jacob Zuma do Congresso Nacional Africano (ANC).

ECONOMIA:

A África do Sul atingiu um crescimento econômico estável do PIB desde o fim da década de 90. O país, considerado um mercado emergente, possui um setor financeiro bem desenvolvido e uma bolsa de valores ativa. As políticas financeiras estão focadas em construir estruturas macroeconômicas sólidas. O banco central do país é o Reserve Bank.

TURISMO:

Com o fim do apartheid, o turismo na África do Sul ressurgiu e hoje é um dos setores que mais cresce no país. Os pontos fortes são aventura, esportes, natureza e observação de vida selvagem. O país também é considerado pioneiro no mundo em turismo responsável.

POPULAÇÃO:

Com mais de 47 milhões de pessoas, a população da África do Sul é extremamente diversificada. Os africanos são a maioria absoluta, com aproximadamente 80% da população, seguidos pela população de brancos, de cerca de 4,4 milhões, de mestiços, de cerca de 4,2 milhões, e a população indiana/asiática, de cerca de 1,2 milhões de pessoas.

MOEDA:

A moeda da África do Sul é o rand, que oferece muita rentabilidade para os visitantes internacionais. O rand circula em moedas (R1 = 100 centavos) e em notas de R10, R50, R100 e R200.

CLIMA:

O clima da África do Sul é temperado e conhecido por seus longos dias de sol. Na maioria das províncias, o verão é o período de chuvas, exceto na região do Cabo Ocidental, onde chove no inverno. O inverno vai de maio a agosto, a primavera, de setembro a outubro, o verão, de novembro a fevereiro e o outono, de março a abril.

COMUNICAÇÕES:

A África do Sul possui uma infraestrutura de comunicações excepcionalmente bem desenvolvida. Diversos provedores de telefonia celular proporcionam cobertura nacional e há boas redes de telefone fixo. Internet Wi-Fi é facilmente encontrada na maioria das áreas urbanas.

PROVÍNCIAS:

A África do Sul tem nove províncias: Cabo Ocidental, Free State, Cabo Oriental, KwaZulu-Natal, Gauteng, North West, Cabo Setentrional, Limpopo e Mpumalanga.

SÍMBOLOS NACIONAIS:

A bandeira sul-africana é um símbolo muito quisto de patriotismo. Entre outros emblemas nacionais estão o pássaro nacional (grou do paraíso, ou grou azul), o animal nacional (antílope saltador), o peixe nacional (galjoen), a flor nacional (protea) e a árvore nacional (Mogôbagôba − Podocarpus latifolius ou real yellowwood).

IDIOMAS:

A África do Sul é um país multilíngue e há onze idiomas oficiais, entre eles: inglês, africâner, isiNdebele, isiXhosa, isiZulu, Sepedi, Sesotho, Setswana, Siswati, Tshivenda e Xitsonga. O hino Xhosa "Nkosi Sikelel iAfrika", composto por Enoch Sontonga em 1899, é o hino nacional da África do Sul.

RELIGIÕES:

Aproximadamente 80% da população da África do Sul é cristã. Outros grupos religiosos presentes são hindus, maometanos, judeus e budistas. Há uma minoria que não pertence a nenhuma religião majoritária. A constituição garante a liberdade de credo.

ÁGUA:

A água da torneira é potável. No entanto, quando for viajar para áreas remotas no interior ou para a selva, leve água mineral.

ANIMAIS E PLANTAS:

A África do Sul foi reconhecida como um dos 18 destinos megadiversificados do mundo. Como pioneira em turismo responsável, o país possui inúmeros projetos de conservação para proteger seu patrimônio natural − os viajantes podem apoiar e participar de muitos desses projetos. A África do Sul também é local de residência dos Big 5 (rinoceronte, elefante, leão, leopardo e búfalo).

ELETRICIDADE:

O fornecimento de eletricidade na África do Sul é de 220/230 volts AC 50 HZ. Há eletricidade em praticamente todo o país, com exceção de áreas muito remotas no interior.

AEROPORTOS:

Os três principais aeroportos internacionais da África do Sul são: Aeroporto Internacional OR Tambo (Joanesburgo), Aeroporto Internacional da Cidade do Cabo e Aeroporto Internacional King Shaka (em Durban). Há 90 aeroportos regionais, incluindo o Aeroporto Internacional Kruger Mpumalanga em Nelspruit.

VIAGENS RODOVIÁRIAS:

A África do Sul possui uma ampla infraestrutura rodoviária. Os limites de velocidade são de 120 km/h em rodovias, 100 km/h em estradas secundárias e 60 km/h em vias urbanas.

EXIGÊNCIAS PARA ENTRAR NO PAÍS:

A África do Sul exige um certificado válido de vacina contra febre amarela de todos os visitantes estrangeiros e cidadãos de mais de um ano de idade que venham ou tenham estado em trânsito por uma área infectada. Para mais detalhes sobre exigências de visto, entre em contato com a missão diplomática da África do Sul mais perto de você.

SAÚDE E SEGURANÇA:

A medicina da África do Sul se tornou mundialmente conhecida quando o Professor Christiaan Barnard fez o primeiro transplante bem sucedido de coração em 1967. Há muitos hospitais e centros médicos de alto nível no país, principalmente nos centros urbanos. A maior parte da África do Sul está livre da malária, mas sempre cheque com as reservas de caça que você estiver planejando visitar e tome as providências necessárias. Peça ao hotel onde vai se hospedar informações atualizadas sobre segurança e, enquanto estiver viajando, tome medidas básicas de precaução.