logoleft

Dar uma volta

Viajar pela África do Sul de avião, de trem e pelas rodovias é relativamente fácil. 
As principais rotas são servidas pela SAA e pela British Airways, operada pela Comair. Há três linhas aéreas de baixo custo nas rotas principais: Kulula.com, Mango e 1time.  A South African Express e a Airlink atendem cidades menores. 
Para facilitar as viagens pela África do Sul, há 10 aeroportos administrados pela Airports Company South Africa (Acsa), entre eles o Aeroporto Internacional OR Tambo (Ortia) e os aeroportos internacionais de Durban e da Cidade do Cabo.  Além disso, há 90 aeroportos regionais, incluindo o Aeroporto Internacional Kruger Mpumalanga em Nelspruit e o aeroporto Skukuza, que proporcionam acesso ao Parque Nacional Kruger. 
Um amplo sistema de rodovias asfaltadas fazem com que viajar pela África do Sul de carro seja muito confortável. Apesar disso, nas áreas rurais, você encontrará estradas de terra.  Obs.:
É necessário ter uma carteira de habilitação internacional.
Nós dirigimos no lado esquerdo. 
Usar cintos de segurança é obrigatório e os celulares só podem ser usados como "viva voz".
Geralmente, os limites de velocidade são de 120 quilômetros em autoestradas, 100 quilômetros em estradas secundárias e 60 quilômetros em áreas urbanas.
As estradas nacionais são de pedágio.
Há postos de gasolina em abundância.
A maioria das empresas de aluguel de carros internacionais têm uma agência na África do Sul, juntamente com empresas nacionais.
A Associação de Automobilismo (Automobile Association - AA) fornece mapas de estradas.
Um meio de viajar pela África do Sul são os serviços intermunicipais de luxo, como os da Greyhound e Trans-Lux, assim como o Baz Bus para mochileiros.  Para o transporte nas cidades, há ônibus e metrô.  Os táxis por quilometragem devem ser pedidos por telefone. Em Joanesburgo e na Cidade do Cabo há um ônibus circular.
Nosso sistema ferroviário inclui os trens baratos de longa distância Shosholoza Meyl Metrorail. Opções mais luxuosas são o Blue Train, o Premier Classe e o trem a vapor Rovos Rail. 
Em Gauteng, Rea Vaya é um sistema de transporte rápido de ônibus que opera ao redor de Joanesburgo CBD, e vai até áreas específicas de Soweto e do Eldorado Park.
Já foi lançada a primeira fase da conexão rápida de alta velocidade de Gauteng, o Gautrain, entre Sandton e o Aeroporto Internacional de OR Tambo. A fase 2 conectará a Joanesburgo CBD e Sandton, e eventualmente Joanesburgo e Pretoria em 2011.

Viajar pela África do Sul de avião, de trem e pelas rodovias é relativamente fácil. 

As principais rotas são servidas pela SAA e pela British Airways, operada pela Comair. Há três linhas aéreas de baixo custo nas rotas principais: Kulula.com, Mango e 1time.  A South African Express e a Airlink atendem cidades menores. 

Para facilitar as viagens pela África do Sul, há 10 aeroportos administrados pela Airports Company South Africa (Acsa), entre eles o Aeroporto Internacional OR Tambo (Ortia) e os aeroportos internacionais de Durban e da Cidade do Cabo.  Além disso, há 90 aeroportos regionais, incluindo o Aeroporto Internacional Kruger Mpumalanga em Nelspruit e o aeroporto Skukuza, que proporcionam acesso ao Parque Nacional Kruger. 

Um amplo sistema de rodovias asfaltadas fazem com que viajar pela África do Sul de carro seja muito confortável. Apesar disso, nas áreas rurais, você encontrará estradas de terra.  Obs.:

É necessário ter uma carteira de habilitação internacional.

Nós dirigimos no lado esquerdo. 

Usar cintos de segurança é obrigatório e os celulares só podem ser usados como "viva voz".

Geralmente, os limites de velocidade são de 120 quilômetros em autoestradas, 100 quilômetros em estradas secundárias e 60 quilômetros em áreas urbanas.

As estradas nacionais são de pedágio.

Há postos de gasolina em abundância.

A maioria das empresas de aluguel de carros internacionais têm uma agência na África do Sul, juntamente com empresas nacionais.

A Associação de Automobilismo (Automobile Association - AA) fornece mapas de estradas.

Um meio de viajar pela África do Sul são os serviços intermunicipais de luxo, como os da Greyhound e Trans-Lux, assim como o Baz Bus para mochileiros.  Para o transporte nas cidades, há ônibus e metrô.  Os táxis por quilometragem devem ser pedidos por telefone. Em Joanesburgo e na Cidade do Cabo há um ônibus circular.

Nosso sistema ferroviário inclui os trens baratos de longa distância Shosholoza Meyl Metrorail. Opções mais luxuosas são o Blue Train, o Premier Classe e o trem a vapor Rovos Rail. 

Em Gauteng, Rea Vaya é um sistema de transporte rápido de ônibus que opera ao redor de Joanesburgo CBD, e vai até áreas específicas de Soweto e do Eldorado Park.

Já foi lançada a primeira fase da conexão rápida de alta velocidade de Gauteng, o Gautrain, entre Sandton e o Aeroporto Internacional de OR Tambo. A fase 2 conectará a Joanesburgo CBD e Sandton, e eventualmente Joanesburgo e Pretoria em 2011.