Lar da Luta pela Liberdade
logoleft

Liliesleaf Farm

Liliesleaf Farm © South African Tourism

Liliesleaf Farm

 

Lar da Luta pela Liberdade

A Liliesleaf Farm, em Rivonia, era um local onde o ANC se reunia frequentemente para planejar suas atividades e onde sua liderança foi presa, em 1963.

Por muitos anos, a Liliesleaf Farm foi local de reunião e esconderijo para os integrantes do Congresso Nacional Africano (ANC) e do Partido Comunista Sul-africano (SACP).
Considera-se, em geral, que Umkhonto we Sizwe (MK) tenha nascido na Liliesleaf Farm. Uma operação policial ocorrida lá, em 11 de julho de 1963, acabou levando aos Julgamentos de Traição de Rivonia, que condenou à prisão muitos dos principais líderes da ANC, como Nelson Mandela (que não foi preso nessa blitz), Govan Mbeki, Ahmed Kathrada, Raymond Mhlaba e Walter Sisulu.
O Partido Comunista Sul-africano adquiriu a fazenda em agosto de 1961 para que fosse o quartel-general de suas ações contra o apartheid. Naquele mesmo momento, o ANC estava mudando sua estratégia, deixando de enfatizar a resistência passiva e começando a promover a luta armada.
A família Goldreich participou do logro como proprietária branca da fazenda e o próprio Nelson Mandela morou lá,  disfarçado de cozinheiro/jardineiro chamado David Motsamayi.
Os responsáveis pelo Museu Liliesleaf Farm querem que este marco histórico seja comparável à Robben Island em importância turística. Seu objetivo é criar uma atração especial que garanta a preservação do legado histórico da fazenda.
A primeira fase do Museu Liliesleaf Farm foi inaugurada em 2008. O projeto completo inclui também um hotel boutique, centro de conferências, museu e centro didático.
Atualmente, várias exposições temporárias passam pelo local e muitos projetos educacionais encontram-se em andamento. Já está disponível também uma sala de conferências para 60 participantes, com possibilidade de refeições.
[RELATED]
[IMAGE CAPTION]
Liliesleaf, Patrimônio Histórico, em Rivonia
[CURIOSIDADE]
Nelson Mandela já estava preso quando ocorreu a blitz policial na Lilliesleaf Farm.
[INFORMAÇÕES PRÁTICAS]
[CONTATO]
Liliesleaf Farm Trust
Tel: +27 (0) 11 803 7882/3/4
Email: yolande@llt.co.za
[ONDE SE HOSPEDAR]
Existem muitas pousadas, hoteis e premiados hoteis boutique em Rivonia e adjacências.
[INGRESSOS]
Para adultos, o ingresso para a visita autoguiada básica custa R65 e, para uma visita guiada, R110. O valor para crianças de 8 a 17 anos é de R30 e R70 para a visita autoguiada e guiada, respectivamente. Crianças com menos de 7 anos de idade não pagam.
[ALIMENTAÇÃO]
Há no local uma excelente cafeteria que serve lanches e refeições rápidas.
[DURAÇÃO DA VISITA]
Reserve pelo menos metade do dia para o passeio.
[COMO CHEGAR]
O endereço da Liliesleaf Farm é 7 George Avenue, em Rivonia, Joanesburgo. O local pode ser facilmente acessado por ônibus, taxi ou carro.
[HORÁRIOS DE VISITAÇÃO]
O Museu Liliesleaf Farm abre das 8h30 às 17h00 de segunda a sexta-feira e de 9h00 às 16h00 nos finais-de-semana e feriados, ficando fechado nos dias 25 e 26 de dezembro e 1 de janeiro.
[NA MESMA ÁREA]
Complexo de Entretenimento Montecasino e Sandton City

Por muitos anos, a Liliesleaf Farm foi local de reunião e esconderijo para os integrantes do Congresso Nacional Africano (ANC) e do Partido Comunista Sul-africano (SACP).

Considera-se, em geral, que Umkhonto we Sizwe (MK) tenha nascido na Liliesleaf Farm. Uma operação policial ocorrida lá, em 11 de julho de 1963, acabou levando aos Julgamentos de Traição de Rivonia, que condenou à prisão muitos dos principais líderes da ANC, como Nelson Mandela (que não foi preso nessa blitz), Govan Mbeki, Ahmed Kathrada, Raymond Mhlaba e Walter Sisulu.

O Partido Comunista Sul-africano adquiriu a fazenda em agosto de 1961 para que fosse o quartel-general de suas ações contra o apartheid. Naquele mesmo momento, o ANC estava mudando sua estratégia, deixando de enfatizar a resistência passiva e começando a promover a luta armada.

A família Goldreich participou do logro como proprietária branca da fazenda e o próprio Nelson Mandela morou lá,  disfarçado de cozinheiro/jardineiro chamado David Motsamayi.

Os responsáveis pelo Museu Liliesleaf Farm querem que este marco histórico seja comparável à Robben Island em importância turística. Seu objetivo é criar uma atração especial que garanta a preservação do legado histórico da fazenda.

A primeira fase do Museu Liliesleaf Farm foi inaugurada em 2008. O projeto completo inclui também um hotel boutique, centro de conferências, museu e centro didático.

Atualmente, várias exposições temporárias passam pelo local e muitos projetos educacionais encontram-se em andamento. Já está disponível também uma sala de conferências para 60 participantes, com possibilidade de refeições.

Curiosidade

Nelson Mandela já estava preso quando ocorreu a blitz policial na Lilliesleaf Farm.

INFORMAÇÕES PRÁTICAS

Contato

Liliesleaf Farm TrustTel: +27 (0) 11 803 7882/3/4

Email: yolande@llt.co.za

Onde se hospedar

Existem muitas pousadas, hoteis e premiados hoteis boutique em Rivonia e adjacências.

Ingressos

Para adultos, o ingresso para a visita autoguiada básica custa R65 e, para uma visita guiada, R110. O valor para crianças de 8 a 17 anos é de R30 e R70 para a visita autoguiada e guiada, respectivamente. Crianças com menos de 7 anos de idade não pagam.

Alimentação

Há no local uma excelente cafeteria que serve lanches e refeições rápidas.

Duração da visita

Reserve pelo menos metade do dia para o passeio.

Como chegar

O endereço da Liliesleaf Farm é 7 George Avenue, em Rivonia, Joanesburgo. O local pode ser facilmente acessado por ônibus, taxi ou carro.

Horários de visitação

O Museu Liliesleaf Farm abre das 8h30 às 17h00 de segunda a sexta-feira e de 9h00 às 16h00 nos finais-de-semana e feriados, ficando fechado nos dias 25 e 26 de dezembro e 1 de janeiro.

Na mesma área

Complexo de Entretenimento Montecasino e Sandton City